Quando Tom Cruise retornou como Jack Reacher no segundo filme “Jack Reacher: Never Go Back”, ele precisava encontrar uma mulher que poderia ser exatamente igual ele para fazer um papel de Major do Exército dos EUA.

Cruise e o diretor do filme Ed Zwick encontrou essa mulher em Cobie, que foi feliz em conseguir se manter no trabalho duro com Tom nas cenas de ação. Mas não doeu muito já que ela já havia passado um tempo como Maria Hill na franquia de “Os vingadores”.

“Eu sou uma pessoa muito competitiva”, disse Smulders para a Parade em uma entrevista individual. “Sou muito teimosa. Eu joguei futebol por 12 anos, estar em estado físico bom é bastante natural para mim. Eu nunca pensei que eu ia ser contratada para estar em Os Vingadores,um dos maiores filmes de todos os tempos. Eu nunca pensei, mas eu pensei que seria algo que eu gostaria de tentar e querer fazer. Como sempre, eu tento tornar projetos criativos, diferentes e desafiadores de diferentes maneiras.”

Nesta entrevista para o lançamento do Blu-ray do filme, Smulders também fala sobre a enorme quantidade de trabalho que levou para entrar em forma para o seu papel, como Turner , se ela faria ou não uma reunião de HIMYM , e muito mais.

A major Susan Turner detona. Como você consegue abraçar essa fisicalidade em um grau tão grande?

Levou muito tempo e muitas pessoas envolvidas para chegar a um bom físico, onde eu poderia ser uma companheira convincente para Tom. Ele é super fitness e viaja com este incrível grupo de pessoas que, em cada um dos seus filmes ajudam-o a treinar todos os seus colegas de trabalho. Foi um processo real, quero dizer, eu comecei a treinar imediatamente quando estive em Nova York, por cerca de três semanas, e depois fui para Nova Orleans, onde filmamos nosso filme, e trabalhei lá muito intensamente, como todos os dias, basicamente, várias horas por dia, por cerca de cinco semanas antes mesmo de começar a filmas, por isso é um programa bastante intenso.

Isso era o que eu fazia fisicamente. Mas mentalmente e emocionalmente, eu fiz muita pesquisa, assisti a muitos documentarios, vi muitos filmes sobre mulheres nas forças armadas, conheci algumas oficiais de alto escalão, ex-majores dentro do exércio, e tive uma idéia do dia-a-dia dessas pessoas através delas. Nós também fomos a um centro de treinamento de tiro da CIA, e nós ficamos mais familiarizados com armas. Embora no nosso filme, na verdade eu só acabe atirando com arma uma vez, o que é bom porque eu sou uma pacifista e anti-armas, por isso foi divertido fazer um filme que era mais sobre usar as mãos, estar em fuga, e fazer o que você pode com o que você tem à sua disposição.

O que eu gostei sobre as cenas de luta da Turner, foi que eles não fizeram como se ela fosse tão forte como os caras, mas como sempre ela achava uma maneira de equilibrar o esse poder.

Sim. Acho que tive muita sorte de fazer parte da equipe, com o Ed e também com o Tom, porque é muito importante para eles também, talvez até mais, em alguns casos.

Então, se Susan Turner vai contra um homem de 300, ela vai ficar fisicamente perdida, e então, em vez de fazer a magia do cinema eles pensaram “Bem, este é um filme, ela tem os movimentos de arte macial como algo sério, ela é inteligente o suficiente para usar um telefone como uma arma, para usar uma mangueira como uma arma” Ela é constante. Ela está usando sua inteligência como sua principal arma, e foi legal tomar uma abordagem mais realista para isso.

Você ja conhecia a historia de Jack Reacher antes de ler o script?

Para ser honesta, eu não conhecia. Eu tinha visto o primeiro filme, mas eu não tinha lido nenhum dos livros. Assim quando eu comecei o papel, meu pensamento inicial era “Bem, eu vou ler tudo sobre Reacher. Eu vou começar do começo.” Então quando eu percebi que ele já estavam trabalhando no livro 18 eu fiquei “Eu só vou ler um livro e conseguir o que eu posso só com isso” Eles são muito incríveis, e Lee Child é um escritor maravilhoso e realmente cativa o público. Eu acho que há sempre algo interessante  sobre um lobo solitário assumir o mundo sozinho, então Jack Reacher é um personagem interessante. Ele tem uma bússola moral, eu acho, o que torna agradável de assistir.

Você não passou horas no cabelo e maquiagem, você foi realmente natural para o filme.  Foi algo que você ficou confortável em não parecer linda na tela o tempo todo?

Eu fiquei tão feliz por gastar pouco tempo naquela cadeira de maquiagem. Eu realmente não uso um monte de maquiagem na minha vida real, e se eu usasse não o papel de uma oficial de alta patente do Exército dos EUA não teria sido realista. Acho que até mesmo colocar batom teria sido desnecessário. Eu gostei. Isso me ajudou, eu sou capaz de passar mais tempo no ginásio do que ficar em uma cadeira de maquiagem, então eu estava muito feliz.

Em The Avengers, você interpreta Maria Hill. Você acha que ela foi um trampolim para Susan Turner, que se você não tivesse feito isso, talvez você não teria sido escalada para major Susan Turner?

Você pode estar certo. Eu acho que essa pergunta é para o Ed. Eu fiz um filme pequeno com Andrew Bujalski, chamado “Results”. Guy Pearce está nele, e eu interpretei uma personal trainer, e Ed disse que viu isso e gostou de mim. Ele nunca tinha visto “How I Met Your Mother” ou qualquer um dos filmes de “Os Vingadores”, eu não sei necessariamente o que eles estavam pensando, mas acho que para mim estar nesses tipos de papéis que foram de grande audiênca, provavelmente me ajudou a passar um tempo com “Os Vingadores”. A Hill fez com que eu me tornasse mais crível para um papel de major do exército. Além disso, temos um monte de treinamento e educação para esses filmes, foi isso que me ajudou a me preparar para Jack Reacher.

Sobre uma reunião de “How I Met Your Mother”, você gostaria de fazer isso?

Sim. Isso seria divertido. Eu só quero sair com aqueles caras novamente, então eu faria isso em um piscar de olhos.

Traduzido por: Nathali | Fonte.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *