Mesmo sem todos os seis amigos da faculdade presentes, o cast e o criador de “Friends From College” não acharam dificuldade em estar no Tópico.

O Entertainment Weekly esteve com Fred Savage, Cobie Smulders, e o diretor e também escritor da série Nick Stoller em uma mesa redonda em Maio, enquanto o trio mergulhava em sua nova comédia da Netflix “Friends From College”, uma comédia sobre, bem, amigos da faculdade. O grupo de seis amigos como o centro do show, Ethan (Keegan-Michael Key), Max (Savage), Lisa (Smulders), Sam (Annie Parisse), Nick (Nat Faxon), and Marianne (Jae Suh Park) — Se conheceram décadas atrás quando estavam estudando em Harvard e se reuniram em Nova York depois de Ethan e Lisa, um casal, se mudaram para a cidade.

É claro, as coisas começam a ficar um pouco mais complicadas do que isso. A comédia explora os entusiastas das amizades de longo prazo, começando com um casal com um relacionamento bagunçado. E na maioria das vezes o grupo entra em problemas sem pensar em duas idades atuais. Por sorte, Savage, Stoller e Smulders mantiveram as coisas profissional em volta da mesa. Bem eles estavam até começarem a falar sobre outra coisa.

EW: Vamos começar do começo. O que atraiu você Nick, para escrever e dirigir isso agora?

NICHOLAS STOLLER: Minha esposa [Francesca Delbanco] e eu escrevemos o primeiro script alguns anos atrás. Nós começamos a trabalhar na série apenas sobre casamento e aí nós pensamos que temos um grupo bem apertado de amigos da faculdade em Los Angeles e sempre achamos essa dinâmica muito interessante. Eles eram como nossa família, eram pessoas próximas a nós, mas também todos nós regredimos quando nos encontramos e, por isso, pareceu ser divertido empurrar tudo isso para esse grupo e ter uma conexão de 20 anos.

Falando sobre isso, por que começar uma comédia sobre infidelidade, como o caso de Ethan e Sam sendo o foco nos primeiros episódios?

STOLLER: A regressão final é uma conexão que nunca acaba. Estes são personagens que normalmente não enganam; Esse não é o problema. O problema é que esses dois, Ethan e Sam, querem de alguma forma ter sua vida adulta, mas também querem viver no passado quando estavam na faculdade. Essa é a versão mais extrema disso, eles têm essa relação que não vai acabar.

COBIE SMULDERS: Eu lembro quando estávamos filmando, era tão importante os outros relacionamentos, Lisa e Sam, e Sam e seu marido serem felizes. Tipo, não foi uma falha em um casamento que obrigou esses dois a procurar outra coisa em outro lugar. Eu achei que isso foi bem interessante.

STOLLER: Tem esse livro que minha esposa me apresentou, é da Laurie Colwin e é chamado “Family Happiness”. A personagem central do livro tem filhos, mas ela também tem um affair que está a destruindo, e a pessoal a qual ela tem um caso sabe que ela é casada e não quer mais nada sério além daquilo. É sobre querer ter tudo. Você quer ter aquela fantasia que está longe de sua vida normal, mas você também ama seu esposo, seus filhos e sua vida com eles. É um livro fantástico, e foi uma das poucas vezes em que olhei a infidelidade sem nenhum questionamento moral… Pareceu interessante para nós que [Ethan e Sam], não são, tipo, sociopatas que acabam com as pessoas. Eles as amam [esposas], mas eles também querem escapar disso, e acho que muitas pessoas vão se identificar com isso.

Por que seu foco foi um grupo de amigos dessa idade? O que faz essa faixa etária especial? Sabe, a partir de…

SMULDERS: Tipo, de 34 [aponta para si mesma] até [aponta para Fred Savage, que tem 40] uns 67…?

FRED SAVAGE: [risos] tá certo, o personagem que eu faço está à beira da demência. [risos]

STOLLER: É, e [aponta para Cobie] você está muito animada por ter comprado cerveja pela primeira vez.

SMULDERS: Estou muito animada!

STOLLER: Essa é a principal motivação da Lisa, comprar bebidas alcoólicas.

Acho que minha pergunta é por que um grupo de graduados de Harvard da meia idade que estão passando por crises na vida se relacionará com uma parte dos espectadores?

STOLLER: Acho que são coisas especificadas dos personagens. Eu acho que eles todos têm os seus defeitos, e eles têm os mesmos medos e esperança e desejos. Acho que isso é verdade não importando qual faculdade você frequentou, é isso é verdade não importando a sua idade. Pode ser só eu, mas amei “Sex and the City”. Assisti a série duas vezes, e captei coisas diferentes nas duas vezes que assisti. A primeira vez foi nos meus 20 e poucos anos, quando ainda estava passando, e eu realmente odiei Aidan, e eu assisti de novo durante meus 30 e poucos anos e odiei a Carrie. Estou sendo parcialmente faccioso, mas acho que é bom ter uma série a qual você pode crescer junto a ela. Amei “Golden Girls”, você sabe o que eu quero dizer? Não acho que a idade dos personagens importa.

SAVAGE: Tematicamente, nós estamos lidando com amizade e amor, e sonhos diferentes, traições e corações partidos e anseio é esperança e todos esses temas que são universais, pelo menos para os adultos. Quero dizer, não recomendaria a série para crianças.

STOLLER: Mas elas poderiam assistir [inclina perto do gravador] “Bill Nye the Science Guy”, também na Netflix.

SMULDERS: Ou “The Magic School Bus”

STOLLER: [chega perto de novo] também na Netflix.

Cobie, Fred, o que trouxe vocês a bordo? Fred sei que você e Nick tinham feito “The Grinder” antes.

STOLLER: Sim nós éramos [faz aspas no ar] “amigos” antes.

SMULDERS: Oooh, ele colocou aspas nisso.

SAVAGE: [risos] Eu sou uma “aspas no ar” vivente [faz aspas no ar] “Fred Savage”, o “amigo”.

SMULDERS: Então, conheci o Nick pelo Jason [Segel, que contracenou com Smulders em How I Met Your Mother] há muito tempo, e sou fã dele faz muito tempo, não só como pessoa mas como criador e diretor e como ser humano. [risos] Fred é novo pra mim, mas também sou fã dele. [Fred ri]

SAVAGE: bom, percebi que Nick foi a única pessoa que me contratou como ator nos últimos 10 anos, então pareceu uma boa oportunidade, essa série. [risos]

Quando vem para os grupos de amigos da vida real, vocês se parecem com os seus personagens na série? Tipo, Cobie, você foi sempre a mais nova da sua roda de amigos?

SMULDERS: Ou significativamente mais nova? [aponta para o Fred de novo] sim, lembro realmente que quando comecei a atuar profissionalmente aos 18 anos, isso significa que eu também virei uma garçonete [risos] e todas as mulheres que trabalhavam comigo já estavam quase saindo da casa dos 20 anos. Era um grupo interessante porque sentíamos que tínhamos a mesma idade. Nós compartilhamos algumas experiências, mas com certeza tinha muito mais coisas para aprender.

E Fred? Você se acha parecido com o Max?

SAVAGE: Bom como Cobie disse, você sabe, é uma série sobre assuntos universais: amizade, amor, corações partidos, decepções arrependimentos, então acho que tem várias experiências que nós compartilhamos de um jeito ou de outro, talvez não do mesmo jeito que o personagem, mas definitivamente de um jeito em que você entende a pessoa e tenta se assemelha a ela.

Então você está dizendo que nunca ficou chapado com cocaína e jogou uma pizza na parede?

SAVAGE: É, não vou comentar sobre isso [ele ri maliciosamente].

Nick, você baseou esse grupo de amigos no seu próprio grupo de amigos. O elenco teve alguma chance de conhecer as inspirações dos personagens?

SAVAGE: Sim, todos eles escreveram a série [risos].

STOLLER: Sim, uns amigos meus da faculdade estavam no staff. Nós éramos preguiçosos. Mas, você sabe, quando você escreve e reescreve [o script] e você bota o elenco [para a série], se torna bem diferente. E quando começa a ficar pessoal, o que resta é a velha dinâmica que existe entre amigos. Acho que não vai ter muito de, como, um amigo meu está vendo e vai dizer “oh isso sou eu”. Mas a tendência da Lisa de ser um pouco mais anal, definitivamente vem da minha esposa Francesca [risos]. Ela diria isso.

Quando você e Francesca escreveram a série, você estava escrevendo com o estilo compulsivo da Netflix em mente?

STOLLER: Sim, foi definitivamente modelado para ser compulsivo. Quando escrevemos, pensamos na série como se fosse um filme de quatro horas. Nós quase o estruturamos como um filme, e nós descobrimos como os episódios iam se desenvolver baseado nisso. Se você deixar algo compulsivo, algo que não era destinado a ser desse jeito, você percebe o quão repetitivo isso fica.

Além da estrutura, tenho que perguntar, como essa série sobre amigos difere de outras comédias que são sobre amigos? STOLLER: [risos] Qual outra série é sobre amigos? Bom… “Friends”.

SMULDERS: [risos] Mas não já passou há muito tempo?.

SAVAGE: Inicialmente ia se chamar “Friends”, aí em parêntesis “Not Friends”.

STOLLER: Tem uma apologia expressa nesse título, “Amigos da Faculdade.”

SMULDERS: Você tem que jogar uns pontos nele. “Amigos…. da Faculdade.”

SAVAGE: Sim, definitivamente é um grupo e tanto. Tipo, é um grupo que diz, “Ontem foi o melhor.” [Risos]

STOLLER: “Por favor aguarde ontem!”

SAVAGE: “Sim, não foi tão bom? Ontem foi incrível”

Além disso, essa série é bastante pesada e vai para alguns lugares mais escuros e mais profundos, e não apenas com o triângulo amoroso.

SMULDERS: O que é interessante é que são personagens que não passaram muito tempo juntos em um só lugar desde a faculdade, então eles apenas jogam uma chave em toda a obra. E eu vou falar apenas pela minha personagem, Lisa, Lisa e Ethan estão tentando ter um filho, e isso vai desenrolar ao longo da série, mas Lisa está realmente determinada em ter um filho e começar uma famila, mas Ethan não sabe.

SAVAGE: Só sei que Seth Rogen é tão importante nisso que eu nem sei mais o que dizer.

Sim, você tem um grande numero de estrelas divertidas neste show.

SMULDERS: Alguns fantástico pra c*ralho, sim.

SAVAGE: Kate McKinnon, Ike Barinholtz…

STOLLER: And Seth Rogen. [Publicista adverte-o para não estragar o envolvimento de Rogen no enredo.]

Oh não, eu não acredito que Seth irá interpretar o bebê de Lisa.

SAVAGE: Oh sim, Seth Rogen é o bebê.

STOLLER: Ele é o bebê que nasceu inteiro. Essa é uma boa ideia para um filme.”Bebê Adulto.”

Houve um filme recentemente chamado “Bebê Chefe.”

SAVAGE: Não arruine! Deixa a gente fazer isso. [Risos]

SMULDERS: Deixe a gente fazer.

Desculpa! Mas devemos voltar para a série… Cobie e Fred, como se compara as experiências que vocês já tiveram com as comédias mais tradicionais que vocês fizeram?

SMULDERS: Para mim, minha única experiência real na televisão foi em “How I Met Your Mother”, de forma comparativa com isso, quero dizer, sabemos como isso começa e acaba. Eles tiveram todos os roteiros escritos quando começamos a série, o que foi uma benção, de verdade, porque você conhece a trajetória de onde o seu personagem está indo. Além disso é na Netflix, então há um pouco mais de liberdade em termos de coisas que são ditas, e coisas que são mostradas ou não são completamente mostradas. [Risos]

STOLLER: Sim, há a salsicha.

SMULDERS: Sim, mas não é a minha salsicha.

SAVAGE: Você nunca deve mostrar sua salsicha, e todos estavam perguntando pra você. [Risos]

SMULDERS: Eu sei. Eu sei, não é o momento certo, talvez em outra temporada.

STOLLER: Deixe-nos informados quando você estiver pronta.

Meu Deus. Eu ia perguntar sobre como o elenco se uniu para fazer amigos de longo prazo..

SMULDERS: Nós Fred? Fizemos muita ligação?

SAVAGE: Quer dizer… [Risos] foi como se nunca tivessemos dito adeus uns para os outros. [Nick começa a rir.] Nós iriamos para o trabalho e estariamos juntos o dia todo, e então eles diriam “Oh, você acabou” e nós iriamos jantar, sair a noite toda, e depois simplesmente voltar para o trabalho.

STOLLER: Nossa piada foi Fred nunca sair. Ele não tem uma política de sair. [Fred começa a rir]. Nós o chamariamos e seria tipo: “Estamos todos em North Fork no restaurante do hotel, porque é isso, esse é o único lugar para comer, e você quer se juntar a nós?” E ele diria: “Não, estou assistindo This Is Us”.

SAVAGE: Você se afasta de This Is Us! Você desliga no meio do episódio, veja como isso acontece.

STOLLER: E Designated Survivor. [Risos]

SAVAGE: Nós tivemos alguns dias de ensaios para meio que descobrir um pouco do nosso ritmo, mas na maior parte do tempo foi muito natural. Todos nós seguimo muito bem.

SMULDERS: Exceto por um dia.

STOLLER: Oh, aquele dia foi ruim. Onde você não mostaria sua salsicha.

Oh não, nós vamos voltar pra isso.

SMULDERS: Sim. [Ela olha pra Nick] Eu disse, “Eu preciso falar com você.”

STOLLER: E foi estranho que você trouxe Fred para dentro da conversa.

SMULDERS: Bem você sabe o porque, eu me sinto mais confortável com o Fred. [Risos] Provavelmente por causa de todas as vezes que saímos depois do trabalho.

Além da entrevista, a Entertainment Weekly divulgou com exclusividade mais uma still da série, e você pode conferir ela em tamanho real clicando na miniatura abaixo:

ffc 105 01689r1 150x150 - Cobie Smulders fala sobre Friends From College ao lado de Fred Savage e do diretor Nick Stoller

Tradução: Nathali e Flávia | Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *